Como você se sente?

Olá pessoas, tudo bom? Poque comigo não.

(É incrível como quando chego aqui toda criatividade que tinha para escrever simplesmente evapora)

Não está sendo fácil, acho que resumidamente é isso o que tenho pra dizer. Ultimamente tenho me pegado em crises de existência que às vezes só quero enfiar a cabeça num buraco e sumir do mundo.

Mas por que?

Não sei explicar o motivo em si, mas toda vez que me olho no espelho ou tento tirar uma foto me sinto a pessoa mais feia do universo, digo a mim mesmo que um dos meus Hobbies preferidos é procurar defeitos em mim, e sim, a lista é grande. Essa sensação é esmagadora, pois com ela me sinto inferior ,  mais tímido e sem vontade nenhuma de fazer as coisas, aí que entra a faculdade e mais uma crise: a pressão de ser alguém na vida, de ser bem sucedido, mesmo quando você não tem a certeza se o curso em questão é o que você quer seguir.

trite2.jpg

Pode parecer frescura de adolescente, talvez até seja, mas às vezes me deparo em pensamentos tão profundos que não consigo me ver em um futuro próximo como uma pessoa feliz e de bem comigo mesmo, tudo o que penso agora são nas cirurgias que faria se tivesse dinheiro.

Se tem uma música que traduz muito bem esse sentimento é Pretty Hurts da Beyonce, numa tradução mais aberta: “A beleza machuca” (sim e muito).

“But you can’t fix what you can’t see
It’s the soul that needs the surgery”

Se dói? Claro que dói, mas a gente coloca aquele velho sorriso no rosto e segue como se tudo estivesse no eixo.

E quem diria que o meu pior inimigo seria meu próprio EU!

 

 

Anúncios

Página 1 de 366

Sabe de uma coisa, toda vez que olho para trás sempre penso no que podia ter feito e não fiz, no que podia ter sido diferente se tivesse tomado outra decisão, parece pesado pra alguém tão novo ter tantas coisas pelas quais queria mudar, mas eu tenho, tanto que eu achava que conseguiria fazer e o tempo simplesmente passou, por mais que tenha mudado, vido e vivido muitas coisas, ainda parece que passei uma parte do tempo em pause e todo o resto seguiu.
Não que eu me arrependa do que eu fiz, realmente só me arrependo daquilo que deixei de fazer e muitas vezes por medo, medo do que os outros iam pensar, medo de não conseguir, medo de decepcionar, de me perder no caminho.  Tantos sonhos para tantos medos, a menina que se definia como uma sonhadora às vezes se sentia derrotada pelos medos, pelas desilusões. Eu sei, todo mundo sabe, que nada nessa vida é fácil, mas se entregar, desistir de lutar por aquilo que acredita é perder para si mesmo e quem diria, a gente pode ser nosso maior adversário.

IMG_20160101_232120

Por isso, essa magia de renovação que o ano novo parece trazer para o coração de cada um me fez parar esses dias e pensar, repensar, pensar de novo. 2015 me ensinou tantas coisas, me fez por o pé no chão, vivi 20 anos no mundo da lua e tô a fim de começar a realizar pelos menos um pouco do que passei tanto tempo sonhando.

A mudança começa por si mesmo, não espere ser ano novo, para ser algo novo, não espere passar o tempo, faça acontecer hoje, seja feliz hoje, faça alguém feliz e não seja espectador da sua própria vida, suba no palco, dance aquela música, mesmo que de forma ridícula, cante aquela letra que o deixa feliz, não me importo se você estiver fora do tom, se errar a letra, vou bater palmas pela sua coragem pois um dia já fui aquela que quis estar lá, que deveria não ter deixado as oportunidades passarem, que precisou de um pouco dessa coragem insana, dessa “falta de vergonha” e continuou apenas assistindo. Um dia eu fui platéia da minha própria história, mas tô aprendendo a lição, nada muda se você não mudar. Ou você se conforma ou levanta e vai fazer a diferença, mas que seja principalmente por você. Faça o bem e coisas boas retornarão.
Não é texto de autoajuda, é só desabafo da madrugada, sempre usei esse tempo pra sonhar, hoje foi para pensar e se tiver algo de bom que você queira levar para sua vida, para seu 2016, é que o amor é o que tem de mais importante para doar ao mundo, mas doe um pouco a si mesmo, amor próprio também importante e não deixe a vida passar por você, aproveite-a!

E, antes que acabe a primeira página desse novo livro que começaremos todos juntos a escrever, nós do Blog At All, gostaríamos de desejar a todos um FELIZ ANO NOVO! P.s. serão 366 páginas, esse ano é bissexto!

Perdi a prova mas voltei!

E de novo, estou de volta!!!!  Sim, eu sei que disse que ia ficar desde a última vez mas quando viajei para voltar às aulas acabou que eu fiquei enrolando para colocar internet aqui e isso só atrasou ainda mais a minha vida. (Parece ser  apenas internet, mas é como uma independência, finalmente livre do 3g.)

Esse semestre mal começou e já estou com mil coisas para fazer e sentindo que vou me ferrar legal. É integral pra cá, programação pra lá, física e muitos outros assuntos acumulados , imagina quando estiver no fim então ?! (Nem sei de onde to tirando tempo para escrever aqui)

E não é que me ferrei mesmo? Passei a noite toda estudando e não consegui acordar a tempo pra fazer a prova, agora to dependendo da boa vontade do  professor em me deixar fazer a segunda chamada (REZANDO). O mais engraçado é que eu desliguei os dois alarmes involuntariamente. Estou fud****.  Mas já pensei num jeito pra tentar contornar esse problema, espero:

                                                  CUrBAGcWIAAvakp CUrBAtSWsAIewes

Mudando de assunto, nesse tempo que fiquei fora não teve nada demais não, só a correria da faculdade mesmo, o calor insuportável e aquela velha vida desanimada.

Pra falar a verdade a única coisa boa que aconteceu recentemente foi o lançamento do novo álbum de Adele, principalmente com aquela música Hello, meu Deus, e que música.

No momento ficamos por aqui, deixe nos comentários sugestões para o próximo post.

Férias Uhuu -qn

Ficar de férias sempre foi motivo de muito entusiasmo, curtição, viangens e blá blá blá. Mas as minhas ó, um tédio sem fim.

ferias

Acho que eu sempre crio muitas expectativas sendo que eu sei que vai ser a mesma coisa: Você dorme tarde (umas 2 ~ 3 da madrugada), acorda meio dia, fica na dúvida se toma café ou almoça (acabo sempre tomando café e almoço lá pra uma hora), depois fica a tarde toda refletindo sobre aquilo que gostaria ou devia fazer mas ai lembra que ou falta  dinheiro ou a preguiça te domina, no meu caso são os dois.

No final das contas fico o dia toda na cama exercitando meus dedos no teclado do computador assistindo minhas séries favoritas ou colocando os livros atrasados em dia (Crônicas de gelo e fogo). Um detalhe muito importante é a comida, claro. Com a sua mãe por perto fazendo o que você gosta não tem como deixar de comer.

Como eu moro numa cidadezinha muito quente, o calor aqui, principalmente nessa época do ano, tá de matar, até o ato de respirar faz ficar suado. Pra fritar um ovo então nem precisa gastar o gás do fogão, só jogar na rua e opa! Tá pronto.

Apesar de todos os pesares, não tem nada melhor do que está na sua casa, na sua própria cidade, com Deus e o mundo fazendo  todo o tipo de pergunta e olhando para você como um estranho.

Enfim, só me resta aproveitar esse resto do curto período de férias e descansar, porque ele vai ser o único por um longooooo período. Deixe nos comentários o que você gosta de fazer nas férias.

Gostou? Compartilhe com os seus amigos.

ESTAMOS DE VOLTA

Olá terráqueos, sentiram a falta de alguém muito especial e querido? Não!? eu sei que não.

Enlouqueçam, porque estamos de volta
Enlouqueçam, porque estamos de volta

Galera, não sei nem por onde começar a falar desse um mês e meio que fiquei fora e que foi uma correria total e loucura sem fim. Como eu tinha dito a vocês, a greve tinha acabado (assim como minha vida) e com isso tive que retornar a rotina de estudos pra concluir o semestre, isso me deixou crazy porquê foi prova atrás de prova seguido de trabalhos. No fim das contas conseguir, com muito esforço, passar em tudo, e olha que minhas expectativas eram passar em no máximo umas três matérias.

Além desse final de semestre ainda tenho que falar que o 3G que uso como fonte de internet no maravilhoso lugar onde moro não abria o blog por nada nesse mundo, e quando digo nada é por nada mesmo. E claro, pretendo tomar vergonha na cara e procurar alguém para colocar internet de verdade naquele fim de mundo, porque depender da Tim é quase como um suicídio lento e doloroso. (Seção dramática)

Assim, quando você junta falta de tempo + impossibilidade de acessar o blog só pode dá o que? Isso mesmo, merda. Mas, estou de volta para minha cidade natal por um curto período daquilo que pode se chamar de “férias” e nesse tempo pretendo atualizar o blog, não só eu, mas  também minha amiga que enfrentou as mesmas dificuldades nesse período.

Por hoje é só isso mesmo, conto com a ajuda de vocês para impulsionar o blog. Me despeço com uma grande dor, mas não é de tristeza, e sim porque mal consigo me levantar com dor nas costas.

Fim de greve, aniversário e muita reflexão

Olá galera, como cês vão? Tudo beleza? Espero que sim.

Talvez muitos não tenham percebido mas o blog recentemente tem se encontrado com uma frequência de posts cada vez menor, infelizmente. Com o fim da greve e o meu retorno para Salobrinho (Irei fazer posts sobre esse incrível lugar futuramente), minha vida vai voltar aos eixos. Vou ter que correr atrás de todo conteúdo atrasado durante esse período, o que não é pouco, e depois ter que fazer dezenas de provas e relatórios sucessivos, já sinto os zeros em minha vida.

Com isso, quase que não me sobrará tempo e nem muitas novidades para serem atualizadas aqui. Mas me esforçarei ao máximo para postar ao menos nos finais de semana.

Estarei viajando amanhã (Já estou chorando) uma super e agradável viagem de umas 8 horas num ônibus super limpo e que não apresenta nenhuma chance de quebrar na estrada. Quanta ironia numa frase. rs. Vou viajar com a minha amiga que posta aqui também, apesar dela está meio distanciada também, e adianto de antemão que a janela será minha.

Enfim galera, hoje vai ser um dia bem corrido pois tenho que arrumar várias coisas pra viagem, mas não podemos deixar de lado o fato de ser meu aniversário. FELIZ ANIVERSÁRIO PRA MIM, 18 aninhos!!! Mas continuo com cara de 15 -.-‘ (Estou no aguardo dos presentes).

18

Difícil de acreditar, mas 18 anos já se passaram. Cada ano que se vai não só um número simbólico é aumentado, mas também o peso das responsabilidades e das decisões que você tem que tomar para a sua vida. Você passa a ficar mais pensativo a respeito de suas escolhas, começa a refletir que o tempo está passando e que ficar parado não vai adiantar muita coisa. É uma fase difícil, pois você vive um período de adolescência mas ao mesmo tempo de maturidade. Mas vejamos pelo lado bom, agora sou maior de idade, ou seja, posso ser julgado e preso, uhuuu!!

P.S: Como presente vocês podiam compartilhar esse post com os seus amigos, vai, não custa nada.